domingo, 1 de junho de 2008

Proibido



Fica proibido não sorrir ante os problemas,
Não lutar pelo que queres,
Abandonar tudo por medo,
Não converter em realidade teus sonhos.
Fica proibido não buscar tua felicidade,
Não viver tua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não pensar que sem ti este mundo não seria igual.
.
Pablo Neruda

7 comentários:

sonhos disse...

Lindo poema sem duvida.

Nesta vida temos o dever de procurar tudo aquilo que nos trás felecidade.

bjs

num relance disse...

tenho o Neruda à mesa de cabeceira, para ir lendo; inspira-me

e eu sozinho, farto desta laringite :-( e a ter que deixar a minha cozinha liberta de tachos e panelas (as máquinas já saíram ontem para a garagem) para amanhã começarem obras; no fim vai ficar linda, como eu a quero (yes! finalmente! como foi o cinema em casa :-) mas agora chateia-me profundamente ter que arrumar os tachos! poético!! :-))

vou voltar a ler esse Neruda e sorrir, e os tachos arrumam-se sozinhos :-)
(uhm algi me diz que esta última parte é menos verdade!)

Só Eu disse...

Adoro Neruda e gosto muito de te ter de volta!
Belissima escolha!

pandora disse...

Obrigado por nos presenteares por estes belíssimos poemas que nos fazem pensar e ter vontade não apenas de ler mas também de viver.

Xinha disse...

Olá, amiga!!

Belissima escolha !!

Adoro a parte "... Não converter em realidade teus sonhos.."



xi-coração

mateo disse...

Proibidíssimo... "...não buscar a felicidade... nem lutares pelo que queres..."

helena disse...

O poema é realmente bonito!
Mas hoje é o Dia Mundial do Ambiente...
é permitido visitar a minha colina.
Lá podes ver como por vezes os sonhos se tornam realidade.
Aparece e delicia-te
Beijinhos