domingo, 29 de março de 2009





Fácil é abraçar,

apertar as mãos,
beijar de olhos fechados.

Difícil é sentir a energia que é transmitida.

Aquela que toma conta do corpo como uma corrente eléctrica quando tocamos a pessoa certa.

Carlos Drummond de Andrade

4 comentários:

Moonwisher disse...

Que frase... tão verdadeira.
Como vês, sempre que posso passo por aqui...mesmo que não deixe um comentário...;)
Bj

PAS[Ç]SOS disse...

Há abraços que não precisam das mãos, nem da boca, para serem a fusão de dois corpos tal é o desejo de se tornarem um; e é, mesmo, essa energia que electriza os dois corpos que nos dá a certeza de tu seres a parte do eu que me completa.

ลndreia disse...

Quero voltar a sentir de novo tamanha energia, cada parte dessa corrente! Quero, um dia, hoje não. *

Pó das estrelas disse...

Queria voltar a sentir essa energia. feliz Páscoa